Pós-verdade

Medium Novo

MEDIUM

Poelatria

Uma seleta de versos e textos sobre a poesia, de Emily Dickinson às 29 poetas-hoje de Heloisa Buarque de Hollanda

Poelatria

Uma live com o tradutor, poeta e mais novo octagenário Leonardo Fróes

Poelatria

Uma conversa sobre processo criativo, influências, humor e (claro) poesia com Leila Míccolis

Antologia

Hip hop, erudita, MPB, experimental, eletrônica, orgânica, popular e impopular. Um guia pela música que fez a diferença no Brasil em 2018

Exposições de peso se encarregaram de colocar no centro das discussões temas sociais, étnicos, de gênero e as liberdades democráticas

Nos palcos, o protagonismo do corpo, político como nunca, suspendeu as fronteiras de grupos, nações e linguagens em 2018

Documentários com histórias reveladoras e ficções com ritmos oscilantes expõem marcas e pautam a produção diversa do cinema nacional em 2018

Do ensaio à poesia, da biografia à ficção, os lançamentos do ano dão respostas contra as trevas do presente

Sismófrago dos abalos da sociais, o teatro teve picos de distopias e reivindicações de fala, visões futuras e acerto de contas com o passado

Diversidade

Identidades criam-se nas alteridades, tal como os romances bebem nos poemas, os homens nas mulheres — e vice-versa. Quem detiver esse fluxo transgênero arrisca-se a viver com os dinossauros.

Numa modernidade que se define pelo fim dos cânones, as manifestações literárias e artísticas vindas das periferias – das cidades, dos países e do mundo – trazem novas ordens criativas.

Do blues ao samba, a indústria cultural sempre soube se apropriar do valor estético das manifestações culturais negras para encaixá-las na hierarquia racial e cultural da sociedade.

O cinema, o teatro e a literatura mostram que os artistas LGBTQ+ ganharam voz, mas não significa que tenhamos superado a violência e o preconceito.

Web e cultura se consolidam na difusão de histórias de diferentes lugares de fala, na contestação de estruturas de poder e na defesa contra as pequenas e grandes práticas machistas.

Liberdade

 

Da Grécia antiga à era da Internet, a noção de ser livre sempre oscilou, mas traz embutida uma ideia e um risco para a democracia

 

Numa era em que opinião e informação qualificadas viraram commodities de pouco valor, a mediação entre críticos e leitores parece condenada 

 

Teatro, festas, pixo, hip-hop, slam e até cinema: para quem faz arte ou para quem a aproveita, as ruas são o espaço máximo da liberdade

 

VIdeos on demand nos dão a liberdade de escolha, mas também cobram a necessidade de ir atrás do que gostamos, pagando por isso

 

As instituições se repensam, museus se multiplicam e o mercado de arte se organiza para receber os mais variados formatos e suportes

Panorama

Como andam as artes cênicas e a dança no Brasil? A Bravo! fez uma panorama do que aconteceu de mais relevante no último ano.

Nas artes visuais, num ano de censuras e intolerâncias, as instituições têm pouco do que se orgulhar

O maior desafio da melhor música produzida no Brasil ainda continua sendo chegar aos ouvidos das pessoas

São diversas as estratégias dos filmes políticos que caracterizam a produção recente brasileira, marcada pela mescla de ficção e documentário

Slams, saraus e feiras literárias periféricas desafiam os gabinetes de “boa prosa e poesia”, num momento de mudança de paradigmas

Beleza

Associada à harmonia e à força, à natureza e ao sagrado, a “percepção do mundo pelos sentidos” não ignora a riqueza da diversidade

A beleza imaterial  é combustível, catalisador e produto da arte, e reside tanto na inspiração do artista quanto na percepção de sua obra

Polêmico, o corpo sempre foi um dos elementos centrais para a produção artística, seja a serviço de padrões de beleza, seja para quebrá-los

Máquinas de música, poesia, dança e teatro, as festas populares extraem sua beleza de um sentido de transformação estética da realidade

As pinturas corporais e os adornos servem de ponte entre a moral e a identidade individual, entre o espiritual e social

hoje

O contemporâneo se desenha como uma era marcada pelo risco, pela insegurança e pelo provisório, na sociedade e na arte

Com a chegada da era da abundância,  para onde vai a produção, distribuição e apreciação da arte, no cinema, no teatro e na música?

Quais são os pontos de intersecção entre as melhores experiências urbanísticas e a arte que dialoga com as pessoas nas ruas.

Histórias que se passam no intervalo de um dia exploram possibilidades narrativas para além do real-naturalismo em tempos previsíveis.

A tecnologia digital abriu uma infinidade de possibilidades para a produção artística, mas também a cooptou para a rede de consumo.

Feminino

Em direção a um novo humanismo, a teoria matrística, visões da guerra, e o feminino em diferentes subculturas

O pensamento do novo feminismo, o espaço das mulheres no mundo da arte, como as artistas lidam com o cotidiano

O feminino nas várias manifestações artísticas, mulheres nas artes cênicas e na literatura, e a construção de personagens femininas

O corpo como morada, representações do corpo feminino nas artes plásticas, body art e homens que adotam o corpo feminino

O futuro da relação entre valores femininos e masculinos. E se: obras de arte do passado na releitura de artistas mulheres

Incertitude

Dez anos de um dos maiores centros de arte do mundo

A influência dos festivais ao redor do mundo. Onde nascem as tendências?

A literatura especulativa e as questões atuais. O que é real?

Com as redes sociais, o conservadorismo dita as regras?

Uma ode à cidade que se transforma como o vento

O mundo não-binário. Regras e manuais jogados aos céus. E agora?

Newsletter

* campo obrigatório